O Controle Integrado de Pragas é um trabalho abrangente que pode ser definido como um sistema que incorpora ações preventivas e corretivas destinadas a impedir que as pragas ambientais possam gerar problemas significativos.

O Controle de Pragas Urbanas baseia-se em duas grandes linhas de ação:

 

AÇÕES PREVENTIVAS – que compreendem as Boas Práticas de Fabricação, barreiras físicas e os trabalhos de educação e treinamento, visando evitar infestações.

 

AÇÕES CORRETIVAS – que compreendem a implementação de barreiras e armadilhas sendo, que tais medidas são complementadas pelo Controle Químico.

AVALIAÇÃO INICIAL 

CONHECIMENTO DO LOCAL

AVALIAÇÃO DA REGIÃO ONDE ESTÁ LOCALIZADO O ESTABELECIMENTO 

CONDIÇÕES DE LAYOUT E BARREIRAS FÍSICAS

CONDIÇÕES DE HIGIENE AMBIENTAL

IDENTIFICAÇÃO DE PONTOS CRÍTICOS DE PRAGAS INFESTANTES

HISTÓRICO DE OCORRÊNCIAS

POLITICA DE CONTROLE ATUAL

APÓS VISTORIA SERÁ GERADO UM RELATÓRIO ONDE CONSTA:

AVALIAÇÃO DA EMPRESA

RECOMENDAÇÕES PARA O CONTROLE EFICAZ 

PROCEDIMENTOS A SEREM A DOTADOS NO CONTROLE  

INSPEÇÕES

 

São procedimentos que avaliam cada área problema em busca de dados sobre situação:

 

  • Tipo e grau de infestação.

  • Problemas causados.

  • Tipos de ambientes.

  • Uso que é dado a esses ambientes.

  • Extensão física da área.

  • Origem da infestação

 

As instalações são dividas por setores, para facilitar a avaliação. De acordo com o risco da operação, a situação é caracterizada como mais ou menos critica.

Os procedimentos de inspeção devem ser acompanhados de ações corretivas; as quais devem incluir a tramitação das ocorrências de irregularidades, reclamações relatórios de não conformidades, etc.

Deve se assegurar que os passos necessários para iniciar e controlar ações preventivas sejam definidos, bem como garantir que as ações corretivas e mudanças de procedimentos sejam submetidas à análise critica pelos responsáveis do programa.

 

PLANOS E FORMAS DE TRATAMENTO CONTROLE DE PRAGAS URBANAS.

BIOPLANO PREVENTIVO: Plano de atendimento semestral para estabelecimentos, sem infestação ou com nível de infestação normal.

BIOPLANO CORRETIVO: Plano de atendimento trimestral para estabelecimentos com nível de infestação, média acima e que requerem mais atenção na prevenção, com aplicações de gel e monitoramento.

BIOPLANO EMERGÊNCIAL: Plano de atendimento mensal, abrangendo todo estabelecimento ou residência que estiverem com nível de infestação grave.

RESPEITO, COMPROMETIMENTO E TRANSPARÊNCIA 

É  NOSSO MELHOR ATENDIMENTO!