BIOLOGIA DOS RATOS

 

          Esses dentes, situados na porção anterior da boca, crescem continuamente. Têm formato de meio círculo, não possuem raiz fechada e a porção posterior do dente tem a dentina exposta.              Então, o ato de roer permite que os dentes sejam afiados e não cresçam em excesso. Isto significa que, se esses animais não utilizarem os dentes (não roerem), os incisivos não param de crescer e podem voltar à raiz, ou seja, fechar o semicírculo, prejudicando fatalmente o animal.

          Assim, esses animais estão sempre roendo. Não importa se é alimento ou não, eles não podem ficar sem utilizar seus dentes. Devido a esse fator importante, os roedores passam a maior parte do tempo procurando substâncias para afiar os dentes. Além disso, podem viver e/ou andar nos mais diversos lugares, como galerias ou fios e cabos elétricos, o que causa grande prejuízo ao homem.

          No Brasil, a ordem dos roedores apresenta cerca de 74 gêneros e 236 espécies, ou seja, somente no Brasil, ocorrem mais de 230 espécies diferentes desses animais. Como sempre estão em busca de abrigo e alimento, muitas vezes acabam trazendo desconforto e perturbação em várias regiões, principalmente as grandes cidades. Porém, é importante saber que a grande maioria dessas espécies não causa perturbação alguma ao homem, pois são espécies silvestres que vivem restritamente nos locais em que estão adaptadas, como florestas, cerrado, caatinga. ratos.

Ratazanas ou Ratos de Esgoto

         

 

 

 

 

 

 

 

Tamanho: Até 50 cm (corpo + cauda)
Cor: cinza a castanho
Formato: cilíndrico
Nome popular: ratazanas
Peso macho: 350 gramas
Peso fêmea: 250 gramas
Características gerais: Orelhas pequenas, a pele áspera e os pés com curtas membranas natatórias, como de animais nadadores.
Reino: Animalia
Ordem: Rodentia
Classe: Mammalia
Espécie: Rattus norvegicus
Família: Muridae
Filo: Chordata

Alimentação: As ratazanas são onívoros, sendo capazes de metabolizar diversos alimentos. Preferem cereais e sementes, mas podem se alimentar de qualquer proteína e resíduos orgânicos em lixeiras.

Habitat: Ambientes com calor, umidade e escuridão são locais altamente favoráveis para a instalação e proliferação de ratos. Geralmente se encontram em estações e tubulações de esgoto.

Impacto: As ratazanas são transmissoras de doenças como tuberculose, salmonelas e outras. Além disso são animais que caminham por locais sujos contraindo outros microrganismos e parasitas como ácaros, pulgas, levando esses animais por transporte passivo para seu ambiente.

Prevenção: Evite deixar buracos e passagens que tenham ligação com áreas externas. Filhotes de ratazanas podem passar por espaços bem pequenos, começando uma infestação. Já que os ratos são sensíveis ao som ultrassônico, você pode utilizar um repelente específico.

          Confira se as tubulações da casa estão em perfeito estado. Os ratos também podem entrar por aí. Por fim, não deixe alimentos expostos, pois os ratos e quaisquer outras pragas podem invadir a sua casa à procura desses itens de sobrevivência.

 

Ratos de telhado ou Ratos pretos

      

Tamanho: 12,75 a 18,25cm (corpo) + 15 a 22cm (cauda)
Cor: preta
Formato: cilíndrico
Nome popular: rato de telhado / rato preto
Peso: até 300 gramas
Características gerais: Orelhas grandes, são excelentes escaladores e possuem a visão muito pobre.
Reino: Animalia
Ordem: Rodentia
Classe: Mammalia
Espécie: Rattus rattus
Família: Muridae
Filo: Chordata

Alimentação: Por serem uma espécie onívora, esses animais alimentam-se desde poucas quantidades de legumes, carnes, raízes, frutas até pequenos insetos.

Habitat: Altamente presentes em áreas urbanas, esses animais podem ser encontrados em sótãos, arbustos, buracos em muros, armazéns e principalmente zonas portuárias.

Impacto: Esses pequenos animais podem ser um problema para a saúde pública por serem transmissores de doenças como tifo, toxoplasmose e peste bubônica. Assim como outras espécies, oferecem riscos relacionados à propagação de sujeiras e bactérias às pessoas devido sua capacidade de escalar os locais.

Prevenção: Buracos em paredes, muros, encanamentos, telhados podem ser favoráveis para a presença desses roedores. Outros fatores que podem ocasionar o aparecimento desses animais são lixeiras mal tampadas e armários ou ambientes com alimentos expostos, sem estarem guardados corretamente.

 

Camundongo

Tamanho: 6,5 a 9,5cm (corpo) + 6,0 a 10cm (cauda)    
Cor: Branco ou cinza-acastanhado
Formato: cilíndrico
Nome popular: Camundongo ou murganho
Peso: 20 a 40 gramas
Características gerais: Orelhas grandes e arredondadas, muita inteligência e sociabilidade com os humanos, cauda nua e longa.
Reino: Animalia
Ordem: Rodentia
Classe: Mammalia
Espécie: Mus musculus
Família: Muridae
Filo: Chordata

Alimentação: Por terem sido tão adaptados à domesticação, existem hoje boas rações para essa espécie, porém, derivados de leite e carne são bem vindos em sua alimentação. Comem de 15 a 20 vezes por dia e sempre em pequenas quantidades.

Habita: Geralmente são encontrados em casas, fazendas, paredes, forros de casas e locais que sejam preferencialmente secos. Preferem sempre morar próximos aos locais que são fontes de seus alimentos.

Impacto: Por mais que essa espécie seja apta para ser domesticada é preciso ter muito cuidado quando se trata de roedores. Além de serem animais que causam danos às construções, são possíveis transmissores de mais de 50 doenças perigosas para a saúde.

Prevenção: Medidas preventivas básicas podem ser suficientes para evitar a presença dos roedores nos imóveis. Evitar alimentos expostos, acúmulo de objetos velhos e em desuso e fazer um descarte adequado do lixo são práticas que podem fazer a diferença contra essas pragas urbanas.

          Lembrando que o processo para eliminação dessa praga é denominada Desratização e não Dedetização para ratos, como houve se falar no dia-a-dia.

Métodos de Controle - Desratização e Armadilhas

  • Tratamento Localizado;

  • Armadilha;

  • Bloco Parafinado;

  • Isca Fresca;

  • Pellets;

  • Pó de Contato (raticida);

  • Isca Colante.

          As ratazanas são as espécies mais comuns de roedores encontradas no Brasil. Seu corpo é o maior de todas as espécies, possui ótima audição e é sensível a ultrassom. É fácil perceber porque são animais ágeis e já correm quando percebem o perigo.

          Essa espécie é sempre encontrada em grupos. Os ratos de telhado receberam esse nome porque são encontrados no alto de prédios e telhados. Possuem hábitos noturnos.

          O camundongo é a menor das 3 espécies de ratos. É chamado também de mondongo, topolino e catito. Possui hábitos noturnos e seu olfato é altamente desenvolvido.

RESPEITO, COMPROMETIMENTO E TRANSPARÊNCIA 

É  NOSSO MELHOR ATENDIMENTO!